domingo, 6 de novembro de 2011

Dermatoscopia para prevenir e fazer diagnóstico precoce do câncer de pele


A radiação ultra-violeta (RUV), produzida pela luz solar, é essencial para a preservação do calor e da vida. Porém, em função dos buracos da camada de ozônio, a exposição exagerada ao sol pode causar vários danos à pele, inclusive o câncer da pele.

Essa radiação é classificada como um carcinógeno completo (agente que promove e desenvolve os tumores). É subdividida em UVA, UVB e UVC, sendo que os dois primeiros espectros de onda são causadores de tumores, queimadura solar e envelhecimento cutâneo. A radiação UVC não chega à terra. As variações dos índices de RUV dependem da existência de nuvens na atmosfera, posição geográfica, sazonalidade e hora do dia. Entre 10 horas e 14 horas as radiações são mais lesivas a pele, devido à maior quantidade de UVB e UVA.


A dermatologista Daniela Graff explica como prevenir o câncer de pele e quais os tratamentos que devem ser realizados para tratar a patologia.

O que é câncer de pele?

Câncer da pele é o crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Estas células se dispõem formando camadas e, dependendo da camada afetada, teremos os diferentes tipos de câncer

Existe um exame para prevenir a doença?
Existe sim. O exame dermatoscopico é útil na prevenção e diagnóstico do câncer de pele.Evita retiradas desnecessárias de pintas (cirurgias). Para prevenir-se dos efeitos da radiação solar no dia-a-dia é recomendável o uso de protetores solares, roupas e chapéus .

O que é dermatoscopia?Trata-se de recurso diagnóstico empregado na avaliação clínica das lesões pigmentadas cutâneas, ou seja, todos os sinais da pele cuja coloração varia do marrom claro ao preto. Incluem-se neste grupo as pintas ou nevos, nas suas diferentes formas (juncional, composto, intradérmico, atípico, azul, Spitz, Reed), a queratose seborréica e dois tipos de câncer de pele, o carcinoma basocelular e o melanoma cutâneo.

Qual a importância do exame?
Permite uma avaliação melhor das “pintas”,porque mostra detalhes que não são vistos a olho nu. O médico vai indicar quais as lesões que devem ser retiradas e quais as lesões que devem ser monitoradas.

Como é realizado o exame? É demorado?
Para realização do método,utiliza-se o dermatoscopio,que aumenta a lesão em 10x. O exame é feito no corpo todo, é rápido e indolor

Quem deve fazer o exame?
Todas as pessoas,inclusive crianças,1 x por ano de rotina.

Por que devemos estar atentos com as pintas e sinais?
O número de pintas existentes em uma pessoa representa um fator de risco de desenvolvimento do melanoma, um tipo preocupante de câncer de pele. Determinadas pintas, apesar de benignas, são difíceis de serem distinguidas do melanoma, necessitando muitas vezes removê-las, produzindo cicatrizes muitas vezes traumáticas.

Quais os tipos de câncer de pele?
Os tipos mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares e o mais perigoso chamado de melanoma.

Como se caracteriza cada tipo?
O basocelularé o tipo mais freqüente, e representa 70% dos casos. Torna-se mais comum após os 40 anos, em pessoas de pele clara. Seu surgimento está diretamente ligado à exposição solar acumulada durante a vida
O espinocelular é segundo tipo mais comum de câncer da pele, pode se disseminar por meio de gânglios e provocar metástase (multiplicação rápida das células para outros locais do corpo). Entre suas causas está à exposição prolongada ao sol, principalmente sem a proteção adequada, tabagismo, exposição a substâncias químicas com arsênio e alcatrão e alterações na imunidade.
O melanoma é o tipo mais perigoso, com alto potencial de produzir metástase. Pode levar à morte se não houver diagnóstico e tratamento precoce. É mais freqüente em pessoas de pele clara e sensível. Normalmente, inicia-se com uma pinta escura.

Onde há maior chance de desenvolver o câncer?
A maioria dos casos de câncer de pele ocorre em áreas do corpo expostas repetidamente ao sol. Estas áreas incluem a cabeça, pescoço, face, terço superior da orelha, mãos, antebraço, ombros, dorso, tórax do homem e dorso e pernas em mulheres.

Os principais sintomas da doença?
Existem várias apresentações diferentes de manchas na pele. A primeira forma tem uma aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida. A segunda tem uma pinta preta ou castanha que muda sua cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho. A terceira forma é de uma mancha ou ferida que não cicatriza.

Quem pode ter câncer de pele?
O câncer de pele pode atingir qualquer pessoa, mas ele é comum em dois grupos: aquelas com pele muito clara e aquelas que constantemente se expõem ao sol, como agricultores, velejadores, pescadores, jardineiros, trabalhadores da construção civil.

O câncer de pele é contagioso?
Apesar de apresentar feridas na pele, essa doença não é contagiosa.

O câncer de pele se manifesta de forma imediata?
O câncer de pele é uma doença acumulativa. As conseqüências de uma exposição excessiva ao sol aparecem depois de alguns anos. Dificilmente esse tipo de câncer acometerá as crianças, a maior parte dos casos é constatada em idosos..Nas crianças ocorre em algumas doenças ou síndromes genéticas e hereditárias

O protetor solar protege a pele dos raios ultravioletas?
Atualmente os filtros têm proteção UVA e UVB. A eficácia depende do fator de proteção,da quantidade aplicada e da freqüência da reaplicação

O bronzeamento artificial acarreta prejuízos à pele?A Sociedade Brasileira de Dermatologia não recomenda o uso das câmaras de bronzeamento artificial para fins estéticos, pois os raios emitidos por essas máquinas podem trazer prejuízos à saúde, como envelhecimento precoce e câncer da pele.


Sacha Silveira Assessoria de Imprensa
MTB-51.948
Tel- (11) 2532 7887

0 comentários:

Postar um comentário