sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

5 dicas para uma separação tranquila


Sabemos que nenhuma separação é fácil de encarar. Isso independe do sentimento de cada um. O casal sofre com a adaptação e mudanças. Sabemos também que você vai viver várias fases, com sentimentos variados e às vezes antagônicos. Darei 5 dicas que podem ajudá-la (o) a viver este momento mais leve e rápido. E quanto mais rápido esse momento passar, melhor. Afinal, você tem uma nova vida pela frente.


- Se esta casa fosse minha...
Permanecer na casa que você morou durante o casamento pode ser um alívio ou um martírio (e também as duas coisas juntas). Se as lembranças não forem boas e você se sentir incomodada (o) ou triste, aposte em atitudes simples e faça com que a casa tenha a sua cara. Arrume o jardim, troque a pintura, renove os quadros, mude as fotos, compre uma nova cama, tudo isso fará um bem imenso!

- Filhos, o dilema.
Parece clichê, mas não é. As crianças sofrem menos com uma situação definida do que vendo o relacionamento dos pais com problemas. Além disso, foi-se o tempo em que os filhos separados de pais eram estigmatizados. Então você pensa melhor antes de ter um, ou você encara tudo sem culpa e sem sufocá-lo. O que importa é preservar a convivência das crianças com ambos e garantir que elas estejam se adaptando à nova fase. Uma orientação profissional ajudará bastante.

- Quem são meus amigos?
Nem sempre os casais amigos permanecem por perto. Não é difícil de entender: as turmas se formam pelas afinidades. Se isso acontecer com você, bola pra frente! É chato e triste, mas não é o fim do mundo. Aproveite este momento e fortaleça vínculos com outras pessoas e procure gente nova. Resgatar antigas amizades e adquirir novas fará você se manter sempre vivo e render ótimas gargalhadas nos fins de semana!

- Encarando de frente.
Se a separação for recente, entenda que a dor, a mágoa faz parte de todo o processo. Mas nada de alimentar isso por muito tempo. Porém, com o passar do tempo (pode ser 1 ano, 2, 3...) nada de guardar lembranças que remetem a algo negativo. Jogue tudo fora. Cada pessoa tem seu ritmo, mas quando fizer isso se sentirá com uma sensação de liberdade inexplicável.

- Cadê a minha rotina que estava aqui?
Em momentos de crise, a rotina coloca nossos pés no chão e nos mantém conectadas com a realidade. E depois de uma separação você irá precisar de uma nova rotina. Aproveite para fazer as coisas que sempre quis e aposte em atividades que façam bem ao corpo e à alma. Manter-se ocupada (o) acelera o processo, isso é fato.

O importante de tudo é você reconquistar o seu amor próprio perdido ao longo do tempo. Não ficar se lamentando do passado e se sentir um peso para você e as pessoas que convive. Acredite em você e a superação virá como um presente.

0 comentários:

Postar um comentário